LEFFEST e o melhor da sétima arte em Sintra

LEFFEST e o melhor da sétima arte em Sintra

Inseridos no LEFFEST - Lisbon & Sintra Film Festival, o Centro Cultural Olga Cadaval vai apresentar os filmes “Ouistreham”, “Estrela Cintilante”, “In the Cut – Atracção Perigosa” e “Crónicas de França do Liberty, Kansas Evening Sun”, no dia 12 de novembro.

Realizado em 2021 por Emmanuel Carrère, o filme “Ouistreham” será exibido às 11h00, encontrando-se este ano na Seleção Oficial – Em Competição do festival. “Ouistreham” arrecadou o Prémio do Público para Melhor Filme Europeu no Festival San Sebastián 2021.

O famoso e audacioso escritor francês Emmanuel Carrère volta a viver uma “história de amor” com o cinema, após um longo interregno (a sua anterior realização datava já de 2005, quando adaptou o seu próprio romance La Moustache - Amor Suspeito). Juliette Binoche interpreta a personagem central (estabelecendo uma relação quase alquímica com um conjunto de atores não profissionais), uma escritora que se infiltra incógnita no mundo do negócio dos trabalhos de limpeza para investigar e conhecer a realidade da precariedade laboral na sociedade francesa. Fazendo uma adaptação livre do livro de não ficção da jornalista francesa Florence Aubenas, “Le Quai de Ouistreham”, Carrère torna a protagonista uma escritora, - aproximando-a um pouco mais da sua própria experiência -, tornando o registo menos neutro e observacional (como seria próprio de um jornalista) e aceitando, tal como postula o teorema de Heisenberg, que o observador de um fenómeno também o afeta e muda, como se nenhuma coisa observada estivesse totalmente livre de uma certa “tirania” da presença.

Inseridos na Homenagem e Retrospetiva a Jane Campion, pelas 15h00, será apresentado o seu filme “Estrela Cintilante” e, posteriormente, às 18h00 o filme “In the Cut – Atracção Perigosa.

Realizado em 2009, “Estrela Cintilante” ganhou diversos prémios, nomeadamente, pela Australian Film Institute (AFI Awards), na categoria de Direção de Fotografia (Greig Fraser), Design de Produção e Guarda-Roupa (ambos para Janet Patterson), pelo British Independent Film Awards, como Melhor Feito Técnico (Greig Fraser – Direcção de Fotografia), e nos Prémios da Sociedade Nacional de Críticos de Cinema (NSFC), como Melhor Ator Secundário (Paul Schneider).

Depois de filmes como Piano e Retrato de Uma Senhora, Jane Campion regressa ao terreno do filme de época com um drama romântico centrado no amor casto e platónico vivido pelo poeta inglês John Keats (1795-1821) e Fanny Brawne, uma vizinha por quem aquele se apaixona. Postumamente reconhecido como um dos nomes maiores da poesia romântica, Keats morreu na miséria, ignorado por um mundo incapaz de compreender e amar o seu génio poético. Inspirado na biografia do poeta da autoria de Andrew Motion, Estrela Cintilante é um retrato elegíaco da impossível consumação de um amor numa sociedade excessivamente castradora das autênticas manifestações de vitalidade. As interpretações de Ben Whishaw e da actriz australiana Abbie Cornish enobrecem este biopic literário.

Por sua vez, o thriller “In the Cut – Atracção Perigosa” foi realizado em 2003 e coloca a atriz Meg Ryan, que interpreta Frannie, num registo vincadamente mais erótico, contrariando as expectativas de um público mais habituado a vê-la como a rainha das comédias românticas.

Quando inicia um tórrido caso amoroso com um detetive (interpretado por Mark Ruffalo) que investiga uma série de assassínios aparentemente interligados, depois de servir de testemunha ocasional, Frannie começa gradualmente a interrogar-se, à medida que mais crimes ocorrem e que a investigação prossegue, e através da evolução dos acontecimentos, se o procurado serial killer não será na verdade alguém que conhece – quem sabe mesmo se a sua nova paixão escaldante…

Por fim, o filme “Crónicas de França do Liberty, Kansas Evening Sun”, será exibido pelas 21h30. Este filme de Wes Anderson foi criado em 2021 e encontra-se inserido na Seleção Oficial – Fora de Competição do LEFFEST.

Depois da decisão de aguardar um ano pela estreia mundial em Cannes, “Crónicas de França do Liberty, Kansas Evening Sun” parte na sua expedição pela conquista de espectadores. Assim como “Um Peixe Fora de Água” era em parte um tributo às viagens exploratórias do popular oceanógrafo francês Jacques Cousteau, também o mais recente filme de Wes Anderson é uma homenagem paródica e nostálgica aos editores e jornalistas destemidos e aventurosos de revistas literárias similares a uma “The New Yorker”, ambientada numa fictícia cidade francesa no século XX. O realizador homenageia o espírito e o tipo específico de “editores de sonho” que davam aos seus escritores e colaboradores uma margem de liberdade que hoje em dia é praticamente uma miragem.

Na sua 15ª edição, que se realiza entre 10 e 21 de novembro, o festival prepara-se para voltar a reunir em Portugal o que de melhor se faz no mundo da 7ª arte.

 

Saiba mais AQUI.

Tags